Guia para carregar veículos elétricos

Guia para carregar veículos elétricos

Perguntas e Respostas

Não, não há necessidade de descarregar completamente a bateria para depois carregá-la completamente. As modernas baterias de lítio utilizadas nos veículos beneficiam-se sobretudo de pequenas sessões de carregamento parciais.

A maioria dos carros elétricos permite que você execute cargas parciais curtas mesmo se a bateria do veículo não estiver completamente descarregada. O tempo de carregamento nesses casos pode ser muito curto.

Você pode monitorar o status da carga com o aplicativo do operador com quem você escolheu carregar, se a função estiver disponível.

Sim, algumas operadoras fornecem um serviço de reserva por meio do aplicativo para garantir a disponibilidade da estação de carregamento na chegada do usuário. Ou, basta ir a uma estação de carregamento para verificar a disponibilidade e carregar o seu carro. Em alguns casos, as estações podem ser usadas por mais de um carro por vez.

Os serviços de carregamento em áreas públicas são oferecidos por vários operadores (prestadores de serviços de mobilidade). Cada operador permite que os clientes visualizem a infraestrutura de carregamento da sua rede em seu site ou em um aplicativo dedicado. Geralmente, é possível verificar o status das colunas de carregamento, estejam elas ocupadas, reservadas, disponíveis ou em manutenção.

O tempo de carregamento depende da potência (kW) disponível na estação de carregamento, da potência máxima que o veículo suporta ser recarregado, do cabo utilizado, da capacidade do sistema de bateria do carro e do nível de carga atual do veículo ao se conectar ao carregador para o início da recarga.

Normalmente, um carro médio com uma bateria de 40 kWh leva cerca de:

  • 6 horas para carregar em casa com a utilização de um carregador de 7kW potência conectado ao 220V.
  • 60 minutos para carregar nas estações de carregamento DC com potência de 50 kW.

*em uma tomada residencial comum de 220V 10A é possível a utilização do carregador de emergência. Neste caso será adicionada uma autonomia de cerca de 10km/h durante a recarga.

Uma estação de carregamento dedicada garante segurança máxima e oferece benefícios relevantes aos clientes em comparação a uma tomada elétrica simples, como:

  • maior velocidade de recarga
  • o controle do consumo e do custo de cobranças
  • vários carregadores domésticos são Smart e oferecem funcionalidades interessantes: como acompanhar a recarga remotamente em tempo real via App, receber notificações no seu celular e compartilhar o uso do carregador.
  • a possibilidade de ajustar a potência de carregamento conforme suas necessidades .
  • a possibilidade de programar o carregamento remotamente, com base no custo horário da eletricidade ou outras necessidades, quando o sistema regulatório permitir.
  • programação de horários de recarga para coordenar com a geração fotovoltaica da sua casa. 

 

Não há necessidade de um novo medidor ao conectar ao sistema elétrico residencial.

As estações de carregamento inteligentes podem ser usadas para limitar a corrente, ou você pode carregar à noite, quando outros dispositivos que consomem muita energia não estão funcionando normalmente. Caso o local escolhido para a instalação do carregador não tenha energia disponível suficiente, será necessário solicitar um aumento de carga do ponto de entrega da sua distribuidora de energia.

A grande maioria dos veículos elétricos são entregues com os chamados carregadores de emergência, que permite a conexão do carro com qualquer tomada residencial para que seja realizada uma recarga muito lenta, 127V ou 220V, normalmente limitada em 10A ou 16A.

No que se refere à conexão às entradas da infraestrutura do carregador, os cabos usualmente são fornecidos com os seguintes conectores e nível de carregamento em Corrente Alternada (CA):

Modo 1 (carga lenta através da tomada comum) - plugue “Shuko”

Modo 2 (carga lenta com algumas proteções específicas
para VEs) - plugue “Shuko”

Modo 3 (carga lenta ou rápida utilizando um soquete
específico para VEs)  Plugue Tipo 2 e Tipo 3

O cabo com um plugue tipo 2, também chamado de "Mennekes", é agora amplamente usado na Europa por exemplo, exceto na França. Ele carrega carros em corrente alternada, podendo chegar a até 22kW. 

O chamado "Scame" tipo 3A plug and cable é usado apenas para veículos leves, como scooters e microcars, e pode carregar em monofásico a uma potência máxima de 3,7 kW.

Nos Estados Unidos e no Japão, o carregamento em CA ocorre por meio de cabos conectados à infraestrutura de carregamento. Portanto, o cabo terá um conector que o cliente irá inserir na entrada do carro. O conector é do tipo 1, o chamado "Yazaki", e carrega o carro em corrente alternada monofásica a uma capacidade máxima de carga de 7,4kW.

Para carregamento em corrente contínua, os cabos são conectados à infraestrutura de carga e seus conectores são os seguintes:

Modo 4 - conector CHAdeMO

Modo 4 - CCS (Combined Charging System) COMBO1 e conector CCS COMBO2

O cabo com um conector CHAdeMO é o padrão mais comum do mundo para carregamento rápido de corrente contínua e é usado, por exemplo, em veículos da Nissan, Mitsubishi, Peugeot e Citroën. Atualmente se carrega em uma infraestrutura internacional de carregamento rápido com uma potência máxima de 50kW, mas pode carregar em níveis ainda mais altos de energia.

O cabo CCS COMBO2 é usado por alguns fabricantes de automóveis europeus, como a BMW e a Volkswagen, enquanto o cabo CCS COMBO1 é usado principalmente pelos fabricantes de automóveis japoneses e norte-americanos. O cabo CCS COMBO 2 permite o carregamento em corrente contínua rápido e o carregamento em corrente alternada lento e atualmente está instalado em uma infraestrutura internacional de carregamento rápido em corrente contínua com uma potência máxima de 50kW, mas pode carregar em níveis de potência ainda maiores. Ele é carregado em corrente alternada com os mesmos níveis de potência descritos acima para o tipo padrão 2. Os fabricantes de automóveis escolhem o limite de potência a ser aplicado.

Além disso, há um padrão ad hoc usado apenas pela Tesla com um único conector Tipo 2 para carregamento de corrente alternada e carregamento de corrente contínua. Quando usado com corrente contínua, é carregado exclusivamente com superchargers Tesla com base em um protocolo proprietário. 

Existem diferentes tipos de cabos para carregar um veículo elétrico. Cada modelo de carro vem com um cabo com um plugue que se conecta ao soquete do carregador e um conector que se conecta ao carro (soquete ou entrada). 

A seguir, uma visão geral dos padrões internacionais para os tipos de conexão à rede de carga elétrica.

O carregamento dos veículos em casa normalmente ocorre com a corrente alternada "AC" no Modo 1, Modo 2 ou Modo 3, sujeito a restrições regulatórias nacionais. Todos os cabos fornecidos com o carro podem ser usados.

O primeiro passo é verificar a compatibilidade do soquete do carro com o padrão da estação de carregamento. Ao comprar um carro, cada fabricante fornece um ou dois cabos, que podem ser usados para os soquetes correspondentes nas estações de carregamento.

O carro elétrico comprado ou alugado está sempre equipado com um cabo de carregamento. Se o motorista quiser comprar outro cabo, compatível com outros soquetes, ele pode comprá-lo online ou na concessionária. Os custos variam de acordo com a potência que o cabo suporta. 

Introdução à mobilidade elétrica

Leia o nosso guia de introdução à mobilidade elétrica

Guia de Veículos Elétricos
Guia Mobilidade elétrica

Guia de Veículos Elétricos

MAYBE YOUR ARE LOOKING FOR...

Sugestão