/apps/enel-x-digital-ecosystem/templates/page-content

Imagem de cidade inteligente

Mobiliário Urbano Inteligente: mais sustentabilidade e conforto para os cidadãos

O mobiliário urbano é fundamental na organização do espaço público e na promoção da qualidade de vida da população. Veja o potencial da tecnologia

O mobiliário urbano é uma parte da rede de serviços públicos bastante importante na promoção do bem-estar geral da população que vive nas cidades. Trata-se do conjunto de artefatos utilitários e paisagísticos inseridos nas ruas, avenidas, praças, parques e demais logradouros, que cumprem a função de apoiar o cidadão na sua relação com o espaço público.

 

No conceito de cidades inteligentes, esses equipamentos públicos são estratégicos na construção de  uma vida mais segura, saudável e agradável para as pessoas. Entenda o porquê.

 

O que é mobiliário urbano

Podemos entender o mobiliário urbano como um sistema de complementaridade ao funcionamento da cidade. A NBR 9283, norma técnica da ABNT, que faz a classificação por categorias e subcategorias, o define como “todos os objetos, elementos e pequenas construções da paisagem urbana, de natureza utilitária ou não, implantada em espaços públicos e privados''.

 

Importância e funções do mobiliário urbano

A função principal do mobiliário urbano é informar o cidadão e ajudar a organizar o espaço público por meio de placas de sinalização, semáforos, postes de iluminação e afins. Sem esses artefatos as cidades virariam um caos.

 

Outra finalidade, não menos importante, é tornar as cidades mais bonitas, aconchegantes e agradáveis. Aliado a um projeto de jardinagem e paisagismo, o mobiliário urbano ajuda a abrigar a população do sol e da chuva, convida ao descanso e à contemplação e promove lazer e bem-estar.

 

Por meio de uma padronagem, seja de formas, cores ou materiais, o mobiliário urbano acrescenta também personalidade e identidade às cidades, fortalecendo seu potencial turístico.

 

Categorias de mobiliário urbano

O mobiliário urbano pode ser categorizado em 6 tipos.

  1. Mobiliário de serviço: telefones públicos, pontos e abrigos de ônibus, caixas de correio,
  2. lixeiras, postes de eletricidade, postes de iluminação, cabines de segurança, hidrantes,  banheiros públicos, bicicletários etc;
  3. Mobiliário de sinalização: semáforos, placas de logradouros, de trânsito e de orientações turísticas;
  4. Mobiliário de lazer: equipamentos recreativos infantis, bancos de praças, mesas de jogos, estruturas para atividades físicas e esportivas, fontes e bebedouros;
  5. Mobiliário de comercialização: Bancas de jornais, mesas para cafés, lanchonetes e piqueniques em áreas públicas, quiosques de vendas; 
  6. Mobiliário paisagístico e cultural: elementos decorativos, estátuas, relógios, esculturas, chafarizes;
  7. Mobiliário de publicidade: outdoors, painéis, totens etc.

 

Mobiliário urbano e cidades inteligentes

Em um contexto de planejamento urbano voltado para a qualidade de vida e bem-estar da população, é possível adicionar elementos da sustentabilidade e da tecnologia 4.0 para aproveitar melhor a potência desses equipamentos públicos. Veja alguns exemplos.

  1. Iluminação pública sustentável e econômica. Trocar as lâmpadas convencionais da iluminação pública por luminárias de LED, por exemplo, promove eficiência energética, reduz custos, elimina emissão de CO2 e automatiza o sistema de forma mais inteligente.
  2. Iluminação pública inteligente para promoção de segurança. Aliar tecnologia ao sistema de iluminação significa muito mais que substituir as luminárias tradicionais pelas lâmpadas de LED.   Com a chegada do 5G e da Internet das Coisas (IoT), a modernização da malha de iluminação pública trará ganhos que vão além da economia e eficiência. Isso porque a estrutura onde são montados os LEDs suporta recursos adicionais, como  plataformas que permitem a transmissão e o cruzamento de informações , apoiando a gestão municipal, desde o gerenciamento do trânsito à prevenção de crimes e catástrofes.
  3. Sistemas inteligentes para controle do tráfego e do ar. Com ajuda das novas tecnologias, o  mobiliário de trânsito poderá aprimorar o planejamento e a gestão da mobilidade urbana, de forma a garantir o direito de ir e vir dos cidadãos com economia de tempo, promover segurança e mitigar acidentes, acelerar a prestação de socorros e fazer um melhor controle ambiental em relação à poluição atmosférica.
  4. Energia solar e conectividade. Abrigos de ônibus, áreas de convivência e outros mobiliários de serviços públicos podem se tornar grandes aliados aos cidadãos com a ajuda da energia solar e do 5G. Esses equipamentos públicos podem ser suportes para o carregamento de dispositivos móveis, além de oferecer conforto térmico e conectividade.

 

Enel X e PPP’s na construção das cidades inteligentes

Mantendo constante atenção à eficiência e otimização de recursos, a Enel X oferece um conjunto de soluções integradas para as cidades que contemplam a criação de um mobiliário urbano inteligente, sustentável, moderno e bonito. Nos últimos anos, as parcerias entre os setores público e privado (PPPs)  têm sido fundamentais no Brasil para tirar do papel projetos de iluminação pública sustentável. Conheça as soluções da Enel X para mobiliário urbano e conte conosco para a promoção de uma cidade mais inclusiva, agradável e segura para todos.